Fecomércio MG capacita para processo de exportação

Curso voltado aos empresários será ofertado na sede da entidade, no dia 11 de setembro

A atuação no comércio exterior apresenta desafios para todas as empresas, especialmente às micros e às pequenas. Nesses casos, os obstáculos costumam ser ainda maiores. Por isso, a Fecomércio MG tem oferecido, frequentemente, capacitações específicas sobre o tema. A próxima será o Curso de Exportação, no dia 11 de setembro, na sede da entidade, em Belo Horizonte.

Será uma ótima oportunidade para os empresários ampliarem os conhecimentos nessa área, inclusive com exercícios práticos. O conteúdo aborda os processos burocráticos e mercadológicos, como incentivos fiscais, creditícios, tributários e aduaneiros, que permitem ao exportador compor seu preço de exportação, adequando sua recuperação de crédito tributário aos preços de mercado internacional. Também engloba as estratégias de venda por meio dos financiamentos incentivados nos programas federais.

A aula é ministrada pelo instrutor Alexandre Marques, especialista em Comércio Exterior, graduado em Ciências Jurídicas e pós-graduado em Ciências Gerenciais. Há 40 anos como docente e gestor de empresas nas áreas de Comércio Exterior do Brasil e Logística Internacional, ele também é professor convidado do Instituto de Educação Tecnológica (Ietec), da Fundação Dom Cabral e do IEC/PUC Minas, vice-presidente da Associação Brasileira de Estudos Aduaneiros (Abead), agente geral para Minas Gerais da DS UTi AIR & SEA Agenciamentos de Transportes e diretor de operações da Comércio Exterior e Internacional (Intercomex).

SERVIÇO: Curso de Exportação

Data: 11 de setembro
Horário: 8h30 às 17h30
Local: Fecomércio MG (Rua Curitiba, 561, Centro / BH)
Valor: R$ 350,00 * (Preço promocional até 05/09/2018: R$ 300,00)
Inscriçõeshttp://www.fecomerciomg.org.br/2018/08/curso-de-exportacao/

* As vagas são limitadas.

Conteúdo:

  • Conceito: Comércio Exterior do Brasil x Comércio Internacional x Exportações;
  • Incentivos fiscais, incentivos financeiros e incentivos creditícios;
  • Regimes aduaneiros especiais;
  • Exportações diretas x Exportações indiretas;
  • Empresas exportadoras no Regime Simples Nacional;
  • Empresas eminentemente exportadoras;
  • Redução da alíquota do Imposto de Renda – operações nas condições de venda DAP, DAT, DDP, CPT, CIP;
  • Formação de preço de exportação;
  • Exercícios e simulações de preços.

 

fonte: Assessoria de Comunicação