Spotify compra empresa de licenciamento de ‘música cover’ para conter riscos de direitos autorais


Loudr foi criada em 2013 para simplificar o processo de pagamento de direitos autorais por músicos que tocam músicas de outros artistas publicamente. Daniel Ek, CEO do Spotify, durante evento em Nova York.
Shannon Stapleton/Reuters
O Spotify, maior serviço de transmissão de música pela Internet do mundo, anunciou nesta quinta-feira (12) a compra da Loudr.fm, uma empresa de tecnologia de licenciamento baseada em São Francisco para localizar compositores e pagar royalties devidos.
A aquisição ajudará a Spotify a encontrar os artistas e garantir que eles sejam pagos por seu trabalho protegido por direitos autorais, uma questão que se deixada sem resposta, deixará a empresa aberta a ações judiciais.
Os termos financeiros do acordo não foram divulgados.
A Loudr foi criada em 2013 para simplificar o processo de pagamento de direitos autorais por músicos que tocam músicas de outros artistas publicamente. Isso pode incluir versões cover de músicas, amostras, remixes ou medleys.
A Loudr se mudará para os escritórios da Spotify em Nova York, informou a empresa.
A Spotify, listada na bolsa de valores de Nova York no início deste mês, fez pelo menos dez aquisições pequenas, geralmente focadas na tecnologia, nos últimos anos para melhorar seu serviço.

Fonte: G1 Música – Leia a matéria completa.